Frederico Lopes: Entrevista à sua aventura na Vanlife

26 Maio 2021 Vanlife

Frederico Lopes: Entrevista à sua aventura na Vanlife



O Frederico aventurou-se na da compra de um veículo para o transformar numa campervan. E que aventura! Tivemos o prazer de falar com o Frederico e ficar a saber um pouco mais sobre a sua história, a transformação da sua campervan e o início no mundo da vanlife. Atualmente tem um canal do Youtube e uma conta de instagram onde partilha dicas sobre a vanlife e viagens que fez, como a que fez no ano passado na companhia da sua avó por Portugal. 

Quem é o Frederico?

Um rapaz que gosta de pensar fora da caixa e que viu a oportunidade de viver uma vida mais “livre”, divertida e económica. Foi assim que surgiu a ideia de transformar a Van. 



Como surgiu a ideia de comprar e transformar uma Campervan? Todo o processo de transformação foi feito por ti?

A ideia da transformação surge após vários anos a “namorar” o conceito da vanlife. Sempre pensei que me iria dar bem. Além do estilo de vida que me poderia proporcionar, também conseguia olhar para esta ideia como uma forma de investimento. Não tinha dinheiro para comprar uma casa, mas construir uma “casa sobre rodas” não estava longe das minhas possibilidades. Foi isso que fiz. Juntei o dinheiro que achei necessário para construir uma campervan que me oferecesse as condições necessárias para caso necessitasse de viver temporariamente nela.

Relativamente à transformação, foi feita 100% por mim e pelo meu padrasto. Ambos sem experiência nenhuma. Sem ele a obra seria muito menos complexa. A minha tendência seria simplificar a obra para começar a curtir a camper o mais rápido possível. Hoje em dia estou muito grato pela sua ajuda. Tenho um grande orgulho na van que conseguimos fazer. Tem tudo o que preciso!

Fizeste uma viagem na campervan com a tua avó por Portugal. Podes contar-nos um pouco da experiência? Algum destino preferido? 

A viagem que fiz com a minha avó foi incrível! Foram 9 dias que nunca me hei de esquecer. É difícil descrever em poucas palavras. Parti de Lisboa em direção ao norte pelo interior de Portugal. Passei por sítios como: Monsanto, Belmonte, Sortelha, Sabugal, Vila Nova de Foz Côa, Miranda do Douro até um dos pontos mais a norte que temos. Rio de Onor. Para baixo passei por sítios como: Montesinho, Bragança, Chaves, Pitões das Junias, Peso da Régua, Serra da Freita, Aveiro e, finalmente, Lisboa. Os sítios que mais gostei foram a Aldeia de Monsanto e Museu judaico em Belmonte. Gravuras rupestres em Vila Nova de foz Côa, Miranda do Douro, a aldeia comunitária de Rio de Onor e frecha da mizarela na Serra da Freita. Foi sem dúvida uma viagem que conseguiu culminar o companheirismo familiar, cultura e aventura. Mas como uma imagem vale mais que mil palavras sugiro que passem no meu canal e vejam o vídeo: “Fiz uma van trip com a minha avó”.



Tens alguma próxima viagem planeada? Fora ou dentro de Portugal? 

Tenho várias viagens em mente. De momento estou por Lisboa porque estou prestes a começar um projeto que me obriga a estar fisicamente perto de casa. No entanto, assim que tiver as coisas organizadas devo arrancar para bem longe. Ainda não posso revelar para onde, mas tenciono ir muito muito em breve. Desta vez vou para fora porque no ano passado explorei bastante o nosso país devido à situação da pandemia.

Quais os conselhos que darias a quem gostaria de transformar uma campervan mas não sabe por onde começar?

Os meus conselhos para quem gostaria de transformar uma campervan? Não o façam! (Brincadeira) Parece uma tarefa muito simples porque vemos muitas transformações em time lapse. No entanto, são transformações que podem durar vários meses! A minha demorou cerca de 80 dias ao longo de dois anos. Era um projeto mais de “fim de semana”.



Os meus conselhos mais práticos?

  • Verem horas de várias transformações disponíveis na net;
  • Definirem um budget para a obra;
  • Ter algum espaço físico disponível para a transformação;
  • Um ajudante;
  • Falarem comigo sobre as questões da legalização;
  • Não terem pressa em comprar a carrinha para conseguirem melhores negócios;
  • Fazerem esboços sobre a transformação e utilizar material que sirva de maqueta para terem noção das áreas finais;
  • Ter cuidado com a parte elétrica, pode ser perigosa. Se não souberem o que estão a fazer contratem um eletricista;
  • Caso não tenham tempo ou condições para serem vocês a fazer a própria transformação entrem em contacto comigo. Posso encaminhar-vos para a empresa melhor e mais barata que conheço. 


------------------------------------------

Segue as aventuras do Frederico nas suas redes sociais

------------------------------------------

Canal do Youtube

Instagram